Ilhas Phi Phi – Como chegar?

As Ilhas Phi Phi são muito famosas na Tailândia, principalmente porque em uma delas, Phi Phi Ley, está a Maya Bay, onde foi filmado o filme A Praia, com Leonardo Di Caprio. São parada obrigatória na Tailândia.

Há varias maneiras de se chegar ao arquipélago. Quando fui, eu cheguei pelo aeroporto de Krabi. Outras opções são Phuket e Bangkok.

No aeroporto mesmo eu já me informei sobre os horários do ferry e comprei meu ticket (infelizmente não lembro exatamente o valor / mais informações aqui). Do aeroporto eu peguei um taxi até o porto onde pega o Ferry. Não demorou mais do que 20 minutos e foi bem barato (não lembro exatamente quanto). Aliás, a Tailândia é um pais bem barato para se conhecer. Você pode ficar num resort à beira da praia pagando a mesma coisa que pagaria num hotel simples no Rio de Janeiro. As refeições também são bem em conta, assim como os passeios, desde que voce negocie bem.

Tailandeses adoram negociar. NUNCA aceite o primeiro preço e nem fique com vergonha, pois é da cultura dele a troca de propostas. Os preços abaixam MESMO (coisa de 10-20% do valor original, acredite).

20140413_090435
Companhia inesperada para a viagem de ferry

O trajeto do Ferry leva cerca de 2,5 horas, e a chegada na ilha é deslumbrante! Logo que desembarca voce tem que pagar uma taxa para ficar na ilha (20 baht). Ainda no pier voce verá varias pessoas com plaquinhas oferecendo transporte. Geralmente esse transporte (water taxi) já está incluso no valor da diária do seu hotel (cujo nome esta na placa que eles seguram e gritam). Caso tenha optado por algum hostel a ideia é ir andando mesmo porque eles ficam perto do pier.

Peguei o barquinho e fui para o hotel que tinha reservado (Bay View Resort). O hotel tem uma praia privativa e é bem aconchegante. Tive um probleminha pois eles não encontravam minha reserva (que havia feito pelo Booking.com), por isso a dica: leve impresso ou o voucher no celular.

20140413_110005
Praia do Bay View Resort

Eu escolhi ficar num dos quartos da “área nova” do hotel. Claro, esperto, não imaginava que a tal area nova era laaaaaaaaá em cima do morro… nada que fosse impossível, mas ao chegar no quarto estava sempre suando em bicas, graças ao maravilhoso sol Tailandês 😀

20140413_120611
A vista depois da subidinha

Larga a mochila, pega a câmera e só vai! De cara voce ja da de cara com aquela água azul maravilhosa, mas vamos voltar às praias depois. Por enquanto, fiquem com a imagem abaixo:

20140413_120937

Por coincidência eu cheguei bem na comemoração do Songkran, o ano novo Tailandês. Eles comemoram pela rua jogando água uns nos outros e pintando as pessoas. Tudo pra dar sorte. Mas lógico que eu não sabia disso e no começo fiquei até irritado, mas comprei uma bolsa impermeável (objeto extremamente necessário lá), coloquei minhas coisas dentro e entrei no clima. É uma festa!

A ilha é pé no chão MESMO. Alias, carros nem circulam por la: somente pessoas, bikes e motocicletas. Mas como a ilha não é muito grande, isso nem faz falta.

Durante o dia, aproveite para passear na Phi Phi Don e conhecer suas praias. O mirante (viewpoint) também é parada obrigatória. Mas a ilha é animada mesmo à noite…

20140413_203200
Slinky bar: onde tudo acontece
DSCF0322
Slinky

O Slinky bar ficou famoso após aparecer no “Vai pra onde?” da Multishow. A noite começa cedo, com shows pirotécnicos dos locais. É impressionante o que eles fazem!

Depois do show, começam as brincadeiras: você verá alguém segurando uma placa dizendo que se os rapazes participarem pelados ou se as mulheres tirarem a blusa ganharão um balde de bebida. Claro que a maioria participa vestido mesmo, como por exemplo desse pula corda em chamas.

20140413_215510(1)

Peraí, voce disse “balde”?

SIM! Balde! O mais legal da festa é comprar os baldes com bebidas (geralmente vodca). Eles vêm com vários canudos que incentivam a compartilhar as bebidas. Você pode pedir qualquer bebida com qualquer coisa (eu geralmente pedia vodca com algum energético).

Fora essas brincadeiras ainda tem um touro mecânico onde ficar 1 minuto sem cair também te dá um “bucket” com bebida.

Ah, não estranhe ao se deparar com isso:

20140413_204914

…é apenas o jeito de os Tailandeses venerarem a fertilidade.

TÁ! Mas e as praias??

Para conhecer as praias de Phi Phi Don você pode alugar uma bike, talvez uma moto, ir andando ou um water taxi. Tem vários barqueiros oferecendo passeios também. Por exemplo, você pode negociar e alugar um tailboat (aqueles barquinhos da primeira imagem do post) pra ficar com você o dia inteiro. É a melhor opção para quem deseja ter mais privacidade e conhecer os lugares que quiser e ficar o tempo que quiser. Não esqueça de sempre negociar os preços!

A oferta de passeios fechados com barcos maiores também é vasta. Alguns deles oferecem inclusive alguma refeição, num preço mais em conta por levar mais gente. Eu optei por um destes: o passeio incluía passagem por algumas ilhas, incluindo Phi Phi Ley, assistir ao por do sol a bordo e com direito a “jantar”. Não lembro o preço mas era bem em conta.

Primeira parada foi na Monkey Island, para vermos os macaquinhos simpáticos. Brincadeira, cuidado com eles, nem todos são simpáticos.

Depois passamos por uma caverna Viking (Viking Cave). Esta caverna não esta aberta para visitação (infelizmente). Dizem que as visitas estavam pondo em risco a reprodução das espécies que viviam la dentro.

DSCF0077
Entrada da Viking Cave

A próxima parada era a Loh Sama Bay, onde pudemos mergulhar.

Depois seguimos para Phi Phi Ley! A chegada é deslumbrante!

Daí tem uma escada de cordas par subir que parece coisa de filme.

DSCF0179

Depois uma trilha com alguns locais interessantes pra tirar fotografias.

Mas nada se compara à visão da Maya Bay! Minha dica é que olhem a maré pra tentar pegar a baía com mais água, mas independente disso a visão é magnífica!

Ainda deu tempo de tirar uma foto na plaquinha da praia.

DSCF0268

E escrever uma coisa para os meus amigos!

DSCF0253

Na volta, contemplamos o por do sol do nosso barco e comemos um arroz tailandês.

20140415_182856
Por do sol incrível
DSCF0278
Arroz tailandês

Para a noite, mais Slinky 😀

Algumas dicas extras:

  1. Procure levar dinheiro em espécie. A ilha tem poucos caixas eletrônicos;
  2. Sempre negocie os preços;
  3. Se gosta de mergulho, há várias empresas que oferecem passeios e cursos;
  4. Compre a passagem de volta na ilha mesmo, mas eu recomendo comprar um dia antes pois as passagens podem se esgotar para o horário que você deseja;
  5. Fique atento ao período de monções na Tailândia;
  6. Eu não visitei muitas das outras ilhas. Bamboo Island e Mosquito Island são muito bonitas e famosas. Tente agendar passeios pra la também;
  7. Aproveitem!
Anúncios

2 comentários Adicione o seu

  1. Lolô disse:

    Excelentes dicas, Calebe. Já quero ver tudo isto ao vivo e com muitas cores! 🙂

    Curtido por 1 pessoa

    1. Calebe Sangi disse:

      Espero que goste!!! Queria tanto ir junto…

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s