Cajón del Maipo – Como Foi Minha Experiência

Sempre fiquei deslumbrado com as fotos deste lugar: águas cujas tonalidades mudavam do azul pro verde e as montanhas cheias de neve atrás… vir a Santiago e não conhecer o Cajón del Maipo estava definitivamente fora de cogitação. Mas como chegar até este lugar maravilhoso? Vou compartilhar como foi minha experiência.

Primeiramente, fui perguntar a amigos e conhecidos que já haviam estado lá. A grande maioria havia feito o passeio com alguma agência, pois além de distante a estrada pode ser perigosa, com suas curvas sinuosas e a presença de lama ou neve. Além disso, o fato de ir com um guia que te explica tudo e sem se preocupar em dirigir, podendo desfrutar da paisagem ou simplesmente dar um cochilo era exatamente o que eu queria.

Próximo passo era escolher a agência. Muitas empresas fazem esse passeio, mas uma se destacou pelas recomendações que eu recebi: a Destino Chile. Entrei em contato com eles e fui muito bem atendido pela Janaína, tendo todas as minhas dúvidas sanadas quase que imediatamente. Foram muitas trocas de mensagens até que fechamos os passeios e o primeiro deles foi o Cajon.

Às 07:00 da manhã a van da Destino Chile parou em frente ao nosso AirBnB e nosso guia, Andrés, nos chamou para começarmos a jornada de cerca de 03:00 até o Cajon, incluindo as paradas. Apesar de distar apenas 70 km de Santiago, como eu disse, a estrada é sinuosa e requer um cuidado extra pra garantir a segurança. O resto do tempo fica por conta do trânsito pesado de Santiago.

Às 08:30 fizemos nossa primeira parada em Cumbres del Maipo. É um lugar muito charmosinho que conta com um restaurante onde foi servido um café da manhã, estilo buffet, que tinha ovos mexidos, chocolate quente, café, chá, leite, suco, pães, bolos, queijo e presunto, dentre outras coisas.

O local ainda conta com uma infraestrura com banheiros e uma loja para aluguel de roupas para neve: botas, luvas, casacos, calças e o que mais for necessário.

Após o café da manhã, continuamos rumo ao Cajón. Nosso guia parou em um posto policial onde foram feitos os registros de todos os ocupantes da van e depois continuamos em nosso caminho.

O nosso guia, Andrés, nos explicou que o motivo do nome do local: o rio Maipo foi erodindo o solo até formar um grande canyon entre duas cadeias de montanhas. Daí o nome “Cajón del Maipo”. Ele explicou também que todas as geleiras acima de 4.500 m de altitude são eternas, e apesar de sua densidade ter diminuído com o aquecimento global, a sua presença faz com que a temperatura no Vale do Maipo, que pode chegar aos 40 graus Celsius de dia, fique sempre abaixo de 0 graus a noite, tornando a região perfeita para a produção de vinhos.

O ponto alto do passeio é a chegada ao Embalse el Yeso. A barragem, cuja construção foi finalizada em 1964, é responsável pelo abastecimento de toda a região metropolitana de Santiago. Suas águas são tratadas e filtradas, sendo assim potáveis na torneira das casas. Porém, por ter uma grande concentração de minerais, turistas podem senti-la um pouco “pesada” para o consumo direto, até se acostumarem. Pelo mesmo motivo, durante o banho o sabonete faz pouca espuma.

Chega de curiosidades, vamos aos fatos: o lugar é simplesmente maravilhoso! Logo na primeira curva os olhos se arregalam ao ver o contraste entre as cores da água azul e as montanhas cobertas de neve. O dia estava ensolarado, então o céu azul completou o cenário fazendo eu me sentir praticamente olhando para um papel de parede de um computador. As imagens falam por si próprias:

Paramos num ponto na estrada onde ficamos cerca de 40 minutos para fotos. Por incrível que pareça, eles não foram suficientes, pois cada ângulo diferente dá vontade de clicar de novo, e de novo, e de novo…

Depois das fotos fomos até a praia do Embalse, para mais fotos enquanto aguardávamos nosso guia preparar uma mesa de picnic maravilhosa. Ah! Nós fomos de van até a praia, mas não são todas as empresas que fazem isso. Na verdade, eu só vi vans da Destino Chile irem até lá. Ou seja, o passeio fica muito mais confortável assim. Lógico que isso depende das condições da estrada, pois o mais importante é sempre a segurança dos turistas.

O dia estava bem agradável, mas esfriava bastante quando o vendo decidia dar uma lufadas mais intensas e esquentava demais quando o vento parava por completo. Sabe o filme do Karate Kid? Bota casaco. Tira casaco (kkkk). A propósito, o clima lá costuma mudar muito rapidamente, mas o céu ficou limpo durante toda a nossa permanência por lá.

O picnic foi servido às 12:30, e estava maravilhoso, inclusive o Merlot excelente servido em taças, dando todo um charme à nossa mesa. A bandeira do Brasil deu um toque final ao cenário, e quase não deu tempo de juntar todo mundo pra uma foto antes de começarem a comer.

Saímos do Cajon às 14:30, e na volta para Santiago paramos novamente no Cumbres del Maipo onde pudemos comer e utilizar os banheiros, e quem havia alugado equipamento fez a devolução. Além disso, havia uns dogs bem simpáticos que nos fizeram companhia.

O trânsito em Santiago é meio caótico, já mencionei? Pois é, mas mesmo assim, Andrés nos deixou em frente ao nosso apartamento às 18:00, conforme combinado.

Pra finalizar, mais algumas dicas:

  • VALE A PENA, SIM, ir ao Cajon. Eu fiquei embasbacado com a beleza do lugar (e olha que eu já rodei um bocado por aí);
  • Use protetor solar e mantenha-se sempre hidratado;
  • Vá vestido apropriadamente para o clima. Se necessário, alugue equipamentos;
  • Respeite a natureza e não jogue lixo por aí;
  • Muita atenção na escolha da agência. Quer uma recomendação sincera? Escolha a Destino Chile que aí não tem erro.

A Destino Chile é uma empresa brasileira, voltada especificamente para atendimentos aos brasileiros. E não existe ninguém melhor para entender nossos gostos e necessidades do que os próprios conterrâneos, não é mesmo? Minha experiência foi perfeita, desde toda a atenção no atendimento para a montagem do roteiro, quanto o cuidado e dedicação do guia e a segurança e o conforto do passeio. Se você estiver planejando sua viagem ao Chile, pode falar que eu disse aqui no blog que eles iam dar um atendimento exclusivo e personalizado pra tornar a viagem inesquecível, assim como foi pra mim!

Confira também como foi nosso tour pela parte moderna de Santiago

Ainda tem alguma dúvida? Deixa aqui nos comentários.

Anúncios

1 comentário Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s