Bangcoc – Como chegar?

Finalmente, depois de muita espera e contagem regressiva (sim, sou desses) chegou o tão aguardado dia da nossa viagem. Nosso voo saía de Guarulhos (como já havia dito antes, fomos de Ethiopian) e nos encontramos lá para juntos embarcarmos na nossa aventura.

Sim. Fizemos bonés personalizados!

A Ethiopian é uma boa empresa aérea, apesar de as comissárias serem um tanto quanto “pouco delicadas” com os passageiros.

O voo

O voo foi tranquilo, apesar de longo. Não vou fazer review de empresa aérea aqui, ok?

Nosso voo faria uma escala em Togo (Lomé) e depois uma conexão na Etiópia (Addis Abeba).

Vou fazer um review, sim, do aeroporto de Addis Abeba. Tem nada lá. Então não pegue uma conexão muito longa: é difícil conexão (wi-fi mal funciona), é difícil comer (comidas estranhas, e pouca opção), é difícil usar o banheiro (eu não me aventurei, mas meus amigos disseram que tinha um cara lavando o pé na pia do banheiro masculino), é difícil até sentar (lotado!). E, claro, a tradicional “cortesia” do pessoal da Ethiopian.

Sem tempo ruim

Health Control e Imigração

Seguimos para Bangcoc, onde chegamos por volta das 13:00 hs. O Suvarnabhumi é gigante! Começamos a andar nas esteiras em direção à Imigração. Antes, porém, é necessário passar pela Vigilância Sanitária deles (Health Control), e entregar um formulário preenchido, apresentando o passaporte e o certificado internacional de vacinação contra febre amarela.

fl2-suvar
Localização do Health Control

Se quiser um mapa completo do aeroporto, clique aqui.

Os agentes irão carimbar seu formulário de entrada, que deve ser apresentado na imigração juntamente com o passaporte. Atenção: o agente de imigração deixara um canhoto do formulário dentro do seu passaporte. Às vezes eles grampeiam, às vezes não. Fique atento para não perdê-lo. Mas se isso acontecer, não se desespere: você poderá preencher outro quando for deixar o país. Mas é retrabalho…

formulario-inmigracion-tailandia-llegada

other-side-of-the-thailand-immigration-arrival-form
Formulário da Imigração

SIM card

No hall externo do aeroporto fomos até uma loja que vendia SIM para celulares.

sim
Onde compramos nosso SIM card

Há várias opções mas a mais em conta foi a da empresa True Move. Pegamos 15 dias por 600 baht. Fique atento pois os ninjas asiáticos são muito rápidos na troca e eles colocarão o chip do seu celular colado no cartão.

Cuidado pra não perder (coloque dentro da capa do celular ou na carteira).

Dica: dá pra conseguir um voucher de desconto de 50 THB neste site aqui.

 

 

chip
Valores dos planos

Câmbio

Eu sempre digo que quanto estamos em viagem gastamos muito porque não estamos acostumados com a moeda e o valor das coisas. Cuidado: a Tailândia, apesar de ter uma moeda cuja unidade vale 10x menos que a nossa, já foi bem mais barata. Não quer dizer que tudo lá será 10x mais barato que no Brasil. Não se iluda. Cerveja, por exemplo, é bem mais cara que no Brasil (você paga o equivalente a R$ 10,00 numa lata de Chang).

A dica que deixo é: não troque dinheiro logo que chegar ao aeroporto. Vá descendo as escadas (ou pegue um elevador) e quando chegar ao solo pegue ainda uma rampa/esteira e vá procurar as casas de câmbio lá embaixo, no subterrâneo mesmo. Elas tinham as melhores taxas.

superrich
Casa de câmbio com as melhores taxas, naquele dia.

Traslado pra Bangcoc

No aeroporto tem metrô, ônibus e táxi. Como estávamos num grupo grande, preferi pedir um Uber. Cuidado: até os motoristas do Uber irão tentar te dissuadir a desligar o app porque “não funciona mais que 20km”. Mentira. O percurso dá cerca de 300 bahts (dependendo do destino, claro). Não aceite pagar muito mais que isso.

Prepare-se para o trânsito caótico de Bangcoc. Demos sorte de termos chegado num feriado, então estava bem tranquilo.

img_7701
Ruas vazias e templos fechados no feriado

Tenha sempre o endereço do hotel ou hostel em Tailandês: pode ser de grande valia.

A Estadia

Ficamos na rua Rambuttri, paralela à famosa Khao San Road. A Rambuttri tem ótimos bares e restaurantes, e pra comer e é até melhor que a Khao San. Mas não deixe de visitar esta: você verá coisas coisas malucas das quais irá se lembrar por muito tempo (até o Ronald McDonald tem cara de doidão rs). Vou falar mais de Bangcoc no próximo post…

screen-shot-2017-01-23-at-18-33-54
Rambuttri Road
img_8010
Selfie com o Ronald

Nós ficamos no hotel Rambuttri Village Plaza. Não tinha nada de especial, mas era suficiente para nossa curta estadia, com um preço justo e excelente localização. O que me chamou a atenção foi o banheiro: aparentemente, na Tailândia a galera não sabe o que é box nem báscula… como eu pude notar, isso seria padrão em todos os banheiros dali por diante.

Outra coisa que chamou a atenção é que em sua maioria os hotéis entregam chaves e cobram um depósito caução caso você perca as chaves. Ele pode variar de 200 a 1000 bahts. Então, cuide bem delas.

Conclusão

Há várias formas de se chegar a Bangcoc. Depende do seu bolso e da sua disposição. Caso você esteja viajando sozinho e queira economizar, recomendo olhar o site do transporte público do Suvarnabhumi aqui (página em inglês).

4 comentários Adicione o seu

  1. Marina disse:

    Já anotei as dicas pra minha próxima viagem ❤

    Curtido por 1 pessoa

  2. André Luiz disse:

    Show de Bola seu post, bacana as dica!
    Por coincidência conheço as meninas que foram com vocês.
    A Nath por exemplo me passou várias dicas e estou vendo com a CVC um pacote da Tailândia com Phuket pro mesmo período, porém me passaram com essa opção de voo da Ethiopian, que ficou bem mais em conta do que voando Emirates.
    Minha pergunta é, vale a pena essa economia, vcs voltariam com esses mesmos voos ou trocariam de CIA e escolheriam indo por outro roteiro?
    Fico aguardando suas dicas.

    Curtir

    1. Calebe Sangi disse:

      Andre, se ficou mais em conta vale a pena sim! Os aviões são bons, só o aeroporto de Addis Ababa é meio bagunçado mas o objetivo é o destino certo? Não dá pra comparar com as companhias árabes mas se a diferença nos preços é grande então vale a pena.

      Outra coisa: eu não gostei de Phuket. É extremamente explorada comercialmente e uma enxurrada de turistas. Gaste mais do seu tempo em Phi Phi ou Krabi. Você vai aproveitar muito mais. Abraço.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s