Atacama – Planejamento

Não sei vocês, mas sempre que eu imaginava uma viagem internacional, eu nunca pensava muito sobre os destinos mais próximos, aqui, na América do Sul. Parecia sempre haver promoções para destinos como Chile, Argentina e Uruguai. Ate que eu resolvi aproveitar uma dessas promoções e embarcar pra Santiago. Por 12 dias!

Mas espere aí, perto de Santiago tem o Atacama! Por que não ir pra lá? Ver de perto toda aquela natureza maravilhosa que parece outro planeta. Aí começou a saga gostosa de planejar mais uma viagem.

Sobre como pesquisar promoções e achar voos baratos eu já postei antes no planejamento da viagem pra Tailandia, lembram? Pois bem, depois de ter os voo internacional comprado, comecei a olhar como fazer pra chegar no Atacama.

O aeroporto mais próximo é o de Calama (CJC), que fica a 100 km de San Pedro de Atacama, que é a cidade-base para todos os passeios do deserto do Atacama. As companhias que voam para Calama são a JetSmart, a Sky e a Latam. O voo leva cerca de duas horas a partir de Santiago e tem partidas regulares, ou seja, todos os dias.

Chegando no aeroporto de Calama, a opção mais comum de ir para San Pedro é de transfer (van ou ônibus). Existem várias empresas que oferecem esse serviço, inclusive ao reservar estadia, os hotéis e hostels sempre sugerem fechar com eles próprios. O valor praticado é de CLP 12.000 só a ida ou 20.000 ida e volta.

Há, também, a possibilidade de ir de ônibus desde Santiago. Essa opção é mais barata, mas vai levar umas 22 horas até Calama, onde você precisará pegar outro ônibus para San Pedro.

Estadia

Falando de estadia, a oferta em San Pedro é bem grande. Há a possibilidade de ficar desde hostel a hotéis bem caros. Conheço gente que ate ficou na casa de locais por la. Tem AirBnB também! Minha dica: verifique a oferta de agua quente (alguns locais limitam as horas em que ela pode ser usada) e a distância do seu local de interesse (normalmente é a Rua Caracoles, onde tudo acontece por lá). Isso vai ser importante principalmente depois daquele dia em que você acordou às 05:00 da manhã pra um passeio e chegou só à noite, cansado e com fome.

Sobre a duração da estadia, eu recomendo no mínimo 3 dias. Não acho que vale a pena ficar menos tempo que isso. O ideal, pra mim, seriam 5 dias inteiros por lá.

Passeios

O mais complicadinho, em minha humilde opinião, é planejar os passeios. São tantos nomes diferentes, tantos lugares bonitos, que a gente fica meio confuso mesmo. Salar disso, Valle daquilo, Laguna tal, “eita, mais uma Laguna, mas não é a mesma? Na foto parece…”

Fiquem tranquilos, porque Tio Calebe vai explicar como funciona (e vai ter post individual para cada um deles):

Agências e Operadores

Primeiramente, eu percebi que em San Pedro há agências e operadores. As agências têm seus próprios guias e veículos. Os operadores normalmente distribuem seus clientes entre outras agências. Isso é uma prática bem comum por lá, pois nem sempre as agencias conseguem aproveitar a capacidade plena de seus veículos, então eles sempre se falam pra otimizar isso.

Tipos de passeios

Segundamente, existem os passeio chamados de “experiência clássica” e os “VIPs”, podendo haver algum intermediário entre eles. EÉ importante saber que os valores vão variar conforme a quantidade de pessoas e o conforto e os mimos do passeio. FUJA de valores muito abaixo do praticado, pois não será interessante cair numa cilada em pleno deserto, não é?

Planejar antes ou deixa a vida me levar?

Eu conversei com pessoas que fizeram das duas formas. Minha opinião: planejando antes, sua chance de errar é menor, mas você pode acabar pagando um pouco mais por isso.

“AH, mas eu achei um tour que tinha uma vaga de última hora por metade do preço!” ÓTIMO! Mas e se não tivesse aquela vaga? E se não fosse um dia propício para aquele passeio (como acontece no tour astronômico em noites de lua cheia)? O planejamento diminui a possibilidade de você, de repente, não conseguir fazer um passeio que gostaria muito. Aí toda a sua economia vai por água abaixo, na minha opinião.

Eu preferi planejar, e se você é como eu, esse post vai te ajudar muito. Se não for, ele te ajuda também, porque você já saberá pelo que procurar quando andar pela Caracoles e for abordado por uma das muitas pessoas que estão ali oferecendo ajuda e informações. AH: lembrete importante: seja sempre gentil e educado. As pessoas estão fazendo o seu trabalho. E todos os que me abordaram por la foram muito corteses.

Combos

Fazendo mais passeios com a mesma agência, sua chance de conseguir descontos é maior. Além disso, você da à agencia a chance de montar a ordem dos seus passeios, o que é muito importante ja que a variação de altitude é muito grande e e você precisa ir se aclimatando.

Meu roteiro

Depois de olhar muitas fotos e ler muitos blogs, finalmente tinha em minha cabeça o que queria fazer lá:

  • Salar de Tara: ouvi de algumas pessoas que não precisaria fazer esse passeio se fosse para o Uyuni, mas a maioria falou tão bem que eu quis incluir no meu roteiro, Acabei não fazendo pois sua visita estava interditada por condições climáticas. É, isso também pode acontecer;
  • Lagunas Escondidas de Baltinache: 7 lagoas com aguas muito azuis e muito sal, e você pode entrar em duas delas;
  • Termas de Puritama: agua quentinha pra relaxar no meio do deserto, que tal?
  • Vale da Luna e da Morte: normalmente o primeiro passeio, por ser mais próximo de San Pedro e por ter a altitude menor;

  • Geyser El Tatio: no começo eu não estava muito animado porque haviam me falado do GELO que é esse passeio. Mas acabaram me convencendo pela sua beleza e eu não me arrependi;
  • Laguna Cejar, Ojos del Salar e Laguna Tebenquiche: Outra lagoa maravilhosa onde você entra sem afundar por causa da alta concentração de sal, terminando com um por do sol maravilhoso;
  • Lagunas Altiplânicas e Piedras Rojas: um dos mais esperados, pois eram as fotos mais lindas que eu havia visto (infelizmente depois descobri que havia uma parte delas fechada por causa de uns brasileiros que aprontaram por lá. JUSTO. A. QUE. EU. QUERIA);
  • Tour astronômico: uma aula de astronomia no céu mais limpo do mundo, com direito a observação de planetas e estrelas por telescópios.

Além do valor dos passeios, é necessário pagar taxas de entrada nos parques. Verifique isso com carinho pois só aceitam pesos chilenos e os valores podem variar conforme o horário do passeio.

Tem mais Atacama do que isso (inclusive vulcões pra subir), então veja fotos, leia, informe-se com sua agencia e decida o que quer fazer por la. Opções não irão faltar.

Roupas

Segundo ponto mais complicado. Que coisa é essa que povo posta foto todo encapotado, depois tem foto de regata, dai tem foto de biquini, depois tá com um monte de roupa de novo? Que clima doido é esse?

DESERTO, baby.

Depende do passeio e da hora. De noite faz frio, de dia, ao sol, esquenta. Se ventar, esfria de novo. Vai ser tipo Karate Kid: bota casaco, tira casaco. Então vá preparado e leve roupas para se vestir em camadas: segunda pele, fleece e casaco. Listinha pra ajudar vocês:

  • Roupa íntima;
  • Roupa de banho (sunga, maio, biquini etc);
  • Toalha (vai precisar dependendo onde ficar hospedado ou o tipo de passeio que fizer);
  • Segunda pele;
  • Fleece;
  • Casaco, daqueles corta-vento, de preferência impermeável. Aqueles de plumas também são muito bons;
  • Pescoceira: eu estava em duvida se levava ou não. Mas levem. Sério. Levem. Até balaclava eu usei, nos geysers;
  • Capuz e gorro: bom pra proteger a cabeça e esquentar as orelhas :);
  • Cachecol: aprendi com os Dinamarqueses que as partes mais importantes de aquecer são o pescoço e os pés;
  • Meias térmicas e de lã: aqueça os pés. Se quiser, use duas de uma vez;
  • Bota de qualidade: de preferência impermeável ou resistente à água;
  • Luvas: muito importante;
  • Chinelos: leve para os passeios com banho, e pra usar no hotel/hostel.

De resto, leve algo para quando for jantar em San Pedro, ou sair pra beber no único bar da cidade. Duas dicas importantes: 1) no Chile é proibido consumo de bebidas alcoólicas na rua e 2) os restaurantes podem servir bebidas alcoólicas desde que haja consumo de alimentos na mesa.

Dicas

Como o deserto é muito seco (um dia a umidade estava em 11%), lembre de sempre se manter hidratado. É muito importante beber muita água.

Apesar de frio, o sol continua queimando. Então pode abusar do filtro e bloqueador solar, inclusive o labial. Se você usa lentes de contato, tenha sempre colírio à mão.

Veja sempre com a agência quais refeições estão incluídas nos passeios. Geralmente está tudo incluso (dependendo, lógico, da duração do passeio), mas mesmo assim é bom levar alguma fruta, biscoito ou uma barra de cereal (que você pode comprar em qualquer mercadinho em San Pedro).

Alimente-se bem, siga as instruções dos guias, respeite a altitude e de resto é só aproveitar muito!

Orçamento

Acharam que não ia ter planilha, né? Pois seguem abaixo as planilhas com os custos da viagem para o Atacama, de acordo com a cotação média do final de agosto/18 (1 BRL = 150 CLP).

ATACAMA – Orçamento e Roteiro

Anúncios

5 comentários Adicione o seu

  1. mochilacameraacao disse:

    Excelente post!! Muito bem explicado!! Além de fotos maravilhosas!

    Curtir

    1. Calebe Sangi disse:

      Obrigado Ale!!! Espero que ajude a outros viajantes, como nos!

      Curtir

  2. Marcia disse:

    Excelente seu blog! Tudo muito bem explicado, muitas fotos!!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s